:: CAMPEONATO ::

Inscrições para edição de Mato Grosso da “Taça das Favelas” seguem abertas até sexta-feira

“Na Taça não se inscreve times. É autorizado inscrever a favela ou comunidade e as lideranças participarão primeiramente de um congresso técnico, que será realizado no dia 10 de setembro para conhecer as regras e, logo em seguida, farão a peneirada nas favelas”, explicou o presidente da Cufa em Mato Grosso, Anderson Zanovello.

A Taça das Favelas é uma realização da Central Única das Favelas (Cufa-MT), apoio do Governo do Estado de Mato Grosso e promoção da TVCA (afiliada Rede Globo) para dar visibilidade às favelas por meio do esporte e promover o desenvolvimento dos jovens na sociedade.

A Cufa é uma organização brasileira reconhecida internacionalmente nos âmbitos político, social, esportivo e cultural. Existe há 20 anos. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros, que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente a sua vontade de viver.

No cronograma do campeonato, após o Congresso Técnico, as comunidades participam da “peneirada” nos dias 17 e 18 de setembro, quando todas as favelas realizam simultaneamente suas peneiras para compor as seleções que disputarão o campeonato.

Já no dia de 20 setembro será realizada a abertura da “Taça das Favelas” com coletiva de imprensa e sorteio das chaves. O início dos jogos será no dia 21 e segue até dia 24 de setembro. Os jogos das quartas de final e das semifinais no dia 25 de setembro e a final em Mato Grosso será no dia 8 de outubro.

Nas equipes masculinas, podem se inscrever jogadores entre 14 a 17 anos, podendo cada seleção ter três atletas com 18 anos. E no feminino, a partir de 14 anos de idade.

O líder da comunidade campeã em Mato Grosso montará a seleção do estado, onde qualquer jogador ou jogadora que tenha participado da Taça pode ser selecionado para fazer parte da seleção de Mato Grosso e disputar o campeonato a nível nacional, que acontecerá no mês de novembro, em São Paulo (SP).

GOSTOU? COMPARTILHE
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
MAIS NOTÍCIAS
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Secretário Jefferson Neves recepcionou os atletas na última semana em um dos auditórios na Arena Pantanal
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Secretário Jefferson Neves recepcionou os atletas na última semana em um dos auditórios na Arena Pantanal