:: CAMPEONATO ::

Dia da Favela é comemorado com amistoso neste sábado em Cuiabá

É um dia de grande alegria, pois a favela está em festa por todo o Brasil.

No último sábado, 4 de novembro, o Brasil comemorou o Dia da Favela e, em Cuiabá, o projeto social Unidos Do Jardim Florianópolis (UDF) organizou um amistoso entre amigos da comunidade. No campo de futebol do Jardim Vitória, durante a manhã, crianças, treinadores e espectadores se reuniram para participar do evento.

Cláudia Bela Alves, coordenadora do projeto UDF, explicou que o amistoso foi uma maneira de celebrar a data: “É um dia de grande alegria, pois a favela está em festa por todo o Brasil. Agradeço a todos os parceiros que colaboraram com o evento e aos meninos que demonstraram talento em campo”, afirmou Cláudia.

Na partida, os jovens do projeto “Super Craques” da favela Novo Colorado venceram por 4 a 1 contra os representantes do Jardim Florianópolis. O professor de futebol do Novo Terceiro, Marcos Yopa, esteve presente e atuou como árbitro no jogo: “Sou do Novo Terceiro e estou muito satisfeito pelo convite; é uma celebração entre favelas e entre amigos”.

Entre os espectadores, Janilson Viana, pedreiro e morador do Jardim Vitória, elogiou a iniciativa: “É uma ótima oportunidade para as crianças, onde podem desenvolver o futebol e mostrar todo o seu talento”.

O Dia da Favela, celebrado em 4 de novembro pela Central Única das Favelas (Cufa), apresentou uma homenagem especial a Zeca Pagodinho. A homenagem ocorreu na sede da instituição, no Rio de Janeiro (Cufa Rio), em Madureira, com um grafite representativo.

A Semana da Favela, que ocorre de 4 a 10 de novembro, é uma iniciativa da CUFA para destacar a importância das comunidades das favelas. Zeca Pagodinho foi escolhido como homenageado devido ao seu comprometimento em elevar a autoestima da população favelada através de sua arte.

“O Dia da Favela e a Semana da Favela não são apenas dias de celebração, mas também momentos de reflexão e busca por melhores condições para os moradores. Queremos, durante estes dias, valorizar as soluções encontradas pelas comunidades para superar seus desafios”, afirmou Kalyne Lima, presidente nacional da Cufa.

No Rio de Janeiro, o Dia da Favela é reconhecido por lei desde 2006 no município e desde 2019 no estado. Em São Paulo, a data tornou-se parte do calendário oficial de eventos do município em 2015. Além de celebrar, a Semana da Favela será marcada por reflexões sobre os desafios existentes nessas comunidades, bem como pela valorização da representatividade, resiliência e potencial encontrados nesses territórios.

GALERIA DE FOTOS
GOSTOU? COMPARTILHE
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
MAIS NOTÍCIAS
Com presença confirmada de Celso Athayde, a Cufa Global dá início a conferências em mais de 40 países, além do Brasil , com foco nas prévias para o G20 no Brasil
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Com presença confirmada de Celso Athayde, a Cufa Global dá início a conferências em mais de 40 países, além do Brasil , com foco nas prévias para o G20 no Brasil
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Secretário Jefferson Neves recepcionou os atletas na última semana em um dos auditórios na Arena Pantanal