:: CAMPEONATO ::

Após disputa nos pênaltis, seleção de MT vai para semifinal da Taça das Favelas

A seleção de Mato Grosso disputou nesta sexta-feira (15.12) os jogos das quartas de final da etapa nacional da Taça das Favelas em uma partida eletrizante que terminou empatado em 1 x 1 contra o Rio Grande do Sul no tempo regulamentar. A decisão foi para os pênaltis e os meninos de Mato Grosso venceram por 4 a 3 e agora estão na semifinal.

A próxima partida será no domingo (17.12), às 11h20 (horário de Brasília) contra o Espírito Santo. O jogo será realizado no Centro Esportivo da Vila Manchester, Zona Leste de São Paulo.

Além do jogo da seleção de Mato Grosso também devem disputar a semifinal Paraná x Rio de Janeiro no masculino e as seleções de Minas Gerais x São Paulo e Rio de Janeiro x Rio Grande do Sul na categoria feminina.

Desta vez, os jogos serão com tempo de 40 minutos com 12 minutos de intervalo e paradas técnicas para hidratação a cada 20 minutos por conta das altas temperaturas.

“Estamos muito felizes e vamos batalhar para conseguir ganhar esse título inédito”, disse o presidente da Central Única das Favelas de Mato Grosso (Cufa-MT), Anderson Zanovello.

TAÇA – A ida das seleções de Mato Grosso para São Paulo é uma realização da Cufa-MT, Secretaria de Estado de Cultura e Lazer (Secel/MT) e Associação de Desenvolvimento Social das Favelas e conta com apoio da Tubarão Sports, Água Mineral Lebrinha, Lide Mato Grosso, Vórtion Comunicações, além das parcerias da BS Comunicação, 360 News, Elias Neto Comunicação, Em Cena Escola de Artes, 9 Atos, além da promoção da TV Centro América.

CUFA – A Cufa é uma organização brasileira reconhecida internacionalmente nos âmbitos político, social, esportivo e cultural. Existe há 20 anos. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros, que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente a sua vontade de viver.

GALERIA DE FOTOS
GOSTOU? COMPARTILHE
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
MAIS NOTÍCIAS
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Secretário Jefferson Neves recepcionou os atletas na última semana em um dos auditórios na Arena Pantanal
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Secretário Jefferson Neves recepcionou os atletas na última semana em um dos auditórios na Arena Pantanal
Mato Grosso é o primeiro da chave e conquista classificação inédita