:: CAMPEONATO ::

Sem favoritismo, grandes favelas da capital deixam a competição já na primeira fase

Tiradentes, Boqueirão e a vice campeã de 2019, Favela do 1010, foram superadas por fortes adversários

Michel Henrique Santos da Graça* e Caio Sampaio*

Valendo pela quinta rodada da Taça das Favelas SP 2022, a bola rolou no campo da Vila Manchester, nesse sábado (13) e, as disputas decididas nos detalhes, mostraram que fama territorial não vence jogo. Confira como foi cada um, pelo torneio organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) e produzido pela InFavela. Todos os jogos ainda foram pelo masculino.

 

Complexo Parque Savoy 0X3 Favela do BNH

Favela do BNH se mostrou muito bem ofensivamente, mostrou bons dribles e um bom aproveitando nas finalizações. O primeiro gol veio de uma cobrança de escanteio, Franklin cobrou para Johnny marcar o primeiro. Alexsander, que entrou no intervalo, estava bem posicionado e aproveitou a sobra de bola para ampliar o placar. E o jogo se concretizou com uma aula de contra-ataque. Na cobrança de escanteio do Parque Savoy, a Favela do BNH desarma e, em boas trocas de passe e excelentes dribles, faz o 3 a 0 com Kauan Franca.

 

Favela do Chacrinha 2X1 Complexo Areião-Itapevi

Jogo emocionante na Vila Manchester. Luiz Henrique bagunçou tudo no meio campo e acertou passe para Kevin de Faria fazer o primeiro do Favela da Chacrinha, entrando para lista da artilharia após marcar o segundo dele no jogo. O Complexo Areião-Itapevi marcou no segundo tempo com Kaue Diego e incendiou o jogo, sendo os minutos finais de intensa pressão do Areião-Itapevi, chegando a acertar bola na trave, mas a partida terminou 2X1 e a Favela do Chacrinha marca sua vaga na próxima fase.

 

Complexo de Perus (5) 0X0 (4) Favela do Boqueirão

Jogo apertado, sem muitas chances boas. A partida teve que ser decidida nos pênaltis, nos quais dos 10 batidos, 9 foram convertidos e o Complexo de Perus vence por 5X4.

 

Complexo da Vila Júlia Perracini 1X4 Favela do Colina

Seguindo o embalo da torcida, o time da Favela do Colina começou marcando dois gols em sequência. O primeiro, na cobrança de escanteio do Ítalo Cesar, Raí aproveita para marcar. Ítalo aparece novamente na jogada, mas dessa vez, para marcar o segundo gol da partida, vindo de uma finalização de fora da área. Na sequência, Raí converte um pênalti e marca seu segundo no jogo, o terceiro do Colina. Também de pênalti, Brendo desconta para o Júlia Perracini. Para finalizar, não sabemos se foi intencional ou não, mas Gabriel Nascimento acerta um chutaço do meio campo, encobrindo o goleiro, fechando a goleada por 4 a 1.

 

Favela Boa Esperança 1X0 Seleção Cidade Tiradentes

Jogo trancado, cheio de contato e show na arquibancada das duas torcidas. Boa Esperança aproveitou a oportunidade que teve no segundo tempo, vindo de um chutão da defesa, onde Tiago Sares desviou de cabeça para Luís Henrique marcar o único gol da partida e classificar a Favela Boa Esperança para próxima fase.

 

Favela Do Violão (3) 1X1 (2) Morro do Socó

Um jogo apertado com poucas chances de gols. O time de Socó começou abrindo o placar do jogo, mas após o gol a partida ficou morna e assim, terminou o primeiro o tempo. O time da Favela do Violão volta ligado para o segundo tempo e o Morro do Socó fazia uma boa defesa até os 10 minutos finais da partida, quando em uma falha de comunicação entre o zagueiro e o goleiro, ocorre um gol contra, levando a partida para os pênaltis. Na decisão, o goleiro Bruno da Favela do Violão defende a última cobrança e classifica sua equipe.

 

Favela do Pantanal Jardim Helena (4) 0X0 (3) Favela do 1010

O primeiro tempo foi de sufoco total para zaga da Favela do 1010, em poucos minutos, Jd. Helena já tinha 2 finalizações perigosas. No segundo tempo, a Favela 1010 entrou no jogo e igualou, mantendo a partida equilibrada até o fim do tempo regular, com placar de  0 a 0.

Nos penais, Pantanal Jardim Helena avança de fase, vencendo o vice campeão da Taça de 2019 por 4 a 3.

 

Favela da Divineia 2X0 Favela Miguel Brada

Durante o jogo inteiro, a Favela da Divineia, comandada por Leandro, mais conhecido como Caju, ex Corinthians e Seleção Brasileira, jogou no campo do adversário, atacou, atacou até que entrou. O primeiro gol veio já no segundo tempo, de uma cobrança na lateral feita pelo Luanderson, onde a bola pinga na área para Daniel Luiz abrir o placar. Matheus Dias, em um ataque veloz, dividiu com o zagueiro e em seguida com o goleiro, e conseguiu concretizar o placar de 2 a 0 nos minutos finais.

 

A Taça das Favelas São Paulo 2022 conta com patrocínio master de Uber, Bet Nacional e Real Cestas, patrocínio da Gol, Vai Voando, Vale Refeição, Assaí e Comunidade Door, apoio do Governo do Estado São Paulo e da Prefeitura de São Paulo, e promoção da Rede Globo, Sportv e Rádio Transcontinental.

*Voluntários sob supervisão da assessoria de comunicação da CUFA.

Foto: Paulo Henrique
Foto: Paulo Henrique
Foto: Paulo Henrique
GOSTOU? COMPARTILHE
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
MAIS NOTÍCIAS
Em Mato Grosso, o Sebrae é um dos parceiros da Expo Favela Innovation 2024, que será nos dias 7 e 8 de junho no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá
Com presença confirmada de Celso Athayde, a Cufa Global dá início a conferências em mais de 40 países, além do Brasil , com foco nas prévias para o G20 no Brasil
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Em Mato Grosso, o Sebrae é um dos parceiros da Expo Favela Innovation 2024, que será nos dias 7 e 8 de junho no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá
Com presença confirmada de Celso Athayde, a Cufa Global dá início a conferências em mais de 40 países, além do Brasil , com foco nas prévias para o G20 no Brasil
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo