:: CAMPEONATO ::

Secretário estadual recebe atletas das seleções de MT da Taça das Favelas 2023

Secretário Jefferson Neves recepcionou os atletas na última semana em um dos auditórios na Arena Pantanal

Os atletas das seleções masculina e feminina de Mato Grosso que participaram da etapa nacional da Taça das Favelas 2023 foram recebidos pelo secretário de Estado de Cultura, Esportes e Lazer, Jefferson Neves, na última semana, em um dos auditórios da Arena Pantanal. O Estado teve desempenho histórico na competição, que é o maior campeonato de futebol de campo entre favelas do mundo e alcançou o 3º lugar no masculino e o 9º lugar no feminino.

“Não é só talento, tem muita dedicação e quero agradecer demais aos pais e aos familiares que sofrem junto com os atletas e incentivam a chegar no treino, ter uma alimentação adequada, um descanso adequado, para o desenvolvimento desses atletas”, afirmou o gestor da pasta.

O secretário destacou ainda que Mato Grosso não é mais um “patinho feio”, uma “zebra” em competições. Quando chega ele é respeitado, assim como é o Cuiabá Esporte Clube na série A e boa parte dos atletas em outras modalidades, como no atletismo. Aos 16 anos, Luis Arthur Castro foi um dos atacantes representando o estado na etapa nacional. Ele também jogou em 2022 e aproveitou para agradecer a oportunidade de fazer parte da seleção de Mato Grosso e que neste ano a Taça das Favelas foi ainda mais grandiosa.

“Felizmente, tive mais essa oportunidade de disputar a competição, mais uma vez na seleção de Mato Grosso. Do ano passado para cá mudou muita coisa e esse ano foi muito grande. Eu agradeço de coração a todos por mais essa oportunidade”.

O tapeceiro Paulinho Xavier é o pai do volante Pabllo Lima, de 17 anos e não mediu esforços para estar presente em todos os treinos e jogos que o filho disputou no estado. Emocionado, ele disse que se esforça para ajudar o filho a realizar o sonho da vida dele e da família, apoiando para ser um jogador de futebol profissional.

“Meu filho há muito tempo sonha com isso e eu também estou colocando-o nas escolinhas. Quando precisa e tenho um tempo, eu levo, busco e me dedico ao sonho dele. O que eu puder fazer, eu faço”.

A atleta Bianca Basílio de 18 anos jogou a competição como lateral direita e agradeceu aos treinadores que não desistiram dela, especialmente na fase da peneira.

“Quero agradecer a oportunidade que eu tive, foi o primeiro ano e era um sonho pra mim. Quero agradecer a minha mãe que sempre me apoiou até o final. Obrigada Anderson, ao pessoal da Cufa e da Secel também pela oportunidade”, finalizou.

TAÇA – A ida das seleções de Mato Grosso para São Paulo é uma realização da Cufa-MT, Secretaria de Estado de Cultura e Lazer (Secel/MT) e Associação de Desenvolvimento Social das Favelas e conta com apoio da Tubarão Sports, Água Mineral Lebrinha, Lide Mato Grosso, Vórtion Comunicações, além das parcerias da BS Comunicação, 360 News, Elias Neto Comunicação, Em Cena Escola de Artes, 9 Atos, além da promoção da TV Centro América.

CUFA – A Cufa é uma organização brasileira reconhecida internacionalmente nos âmbitos político, social, esportivo e cultural. Existe há 20 anos. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros, que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente a sua vontade de viver.

GALERIA DE FOTOS
GOSTOU? COMPARTILHE
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
MAIS NOTÍCIAS
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
O evento também marcou a retomada dos trabalhos da Cufa Colíder.
Anderson Zanovello, coordenador geral da Taça das Favelas de Mato Grosso, destacou também a importância da reativação da Cufa Colíder.
O seminário deve atrair ainda lideranças da Cufa/MT em Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo e Marcelândia, que são de interesse para a expansão da Taça das Favelas em Mato Grosso
Taça das Favelas 2023 terminou no sábado (13) no Estádio do Canindé, em São Paulo
Mato Grosso é o primeiro da chave e conquista classificação inédita